VOO AO SOLO - 2009/12

SINOPSE

Num onde indefinido e num quando indeterminado uma mulher faz um apanhado dos fatos mais importantes de sua vida começa a estabelecer consigo mesma uma relação caótica inclusive com seus demônios e fantasmas do passado, tudo aflora de modo impensado e imprevisível, não havendo assim uma definição nem especial, nem cronológica, viajando em seus pensamentos e metáforas que aproximam o espectador dos sentidos e sentimentos da personagem. Este é o enredo do espetáculo Voo ao Solo da Invisível Companhia de Teatro, monólogo escrito pela atriz e dramaturga Daniela Beny. Com recortes das obras de Lygia Fagundes Teles, Rachel de Queiróz e outros ícones da literatura e da cultura pop, podemos entender quais as referências e como podem ser ponto de partida para a criação de um entrelaçado dramático que possibilita a visitação do ser humano à diferentes estágios e níveis comportamentais do ser humano partindo do ponto de vista do feminino mítico até a influencia do espaço urbano sobre a construção das relações interpessoais.
 
HISTÓRICO DO ESPETÁCULO 

Voo ao Solo é o primeiro espetáculo da Invisível Companhia de Teatro e já nasceu com uma proposta cênica ousada, no mesmo ano de sua estreia participou dos principais eventos teatrais de Alagoas. Participando do projeto Quartas no Arena (promovido pela DITEAL – Diretoria dos Teatros de Alagoas), compondo a grade do IV Aldeia SESC Guerreiros de Alagoas e sendo contemplado à participar do projeto GESTO (Grupo de Estudos Teatrais Orientados) do SESC/AL, visando a capacitação do treinamento corpóreo do ator. Além de temporadas no Teatro Jofre Soares (Maceio/AL) nos meses de Março e Novembro de 2009.  Já em 2010, participamos da II Mostra de Teatro do SESI e do XVII Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga/CE, como o representante do estado de Alagoas no evento.


 LINKS SOBRE O ESPETÁCULO

FICHA TÉCNICA:
  

Elenco e dramaturgia: Daniela Beny
Encenação e execução de sonoplastia:
Marco Antonio de Campos
Desenho e execução de luz:
Arnaldo Ferju
Figurinos: Marluce Costa
Concepção de adereços:
Daniela Beny e Marco Antonio de Campos
Fotos: Izaac Alencar
Produção: Daniela Beny





  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2014 - um ano de muita pesquisa

Então, desde o final de 2014 o tempo tem sido cada vez mais escasso apenas pelo fator MESTRADO, tão raro que, ao vir atualizar o blog me de...