quarta-feira, 28 de novembro de 2012

GESTO - experimento cênico CORPOS PRESENTES



O experimento cênico CORPOS PRESENTES é o resultado de três meses de oficinas continuadas pelo GESTO (Grupo de Estudos Teatrais Orientados) – promovido pelo SESC e desenvolvido na unidade Arapiraca. Tendo como base os exercícios de treinamento de ator/atriz experimentados ao longo do processo e somando habilidades dos participantes.


CORPOS PRESENTES explora a relação do indivíduo com a cidade, sendo assim, um experimento itinerante dentro das dependências do próprio SESC, resignificando instalações e edificações, fazendo delas parte componente de uma obra artística.



Focado na diversidade cultural da cidade de Arapiraca e região, pela característica de receber pessoas de várias partes do Nordeste, CORPOS PRESENTES propõem ao espectador a livre interpretação de fatos Históricos, hábitos, costumes e cultura local.

SERVIÇO:
Experimento Cênico: CORPOS PRESENTES
Local: SESC Arapiraca
Dia: 04/12 (terça-feira)
Horário: 20h 
Lotação: 30 pessoas (entrega de senhas uma hora antes)
Entrada franca

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA MONTAGEM TEATRAL NO SESC ARAPIRACA

Mais uma atividade do SESC/AL com a participação da Invisível Companhia de Teatro:


O Grupo de Estudos Teatrais Orientados (GESTO) desse ano seguirá o perfil de residência cênica. Durante 03 meses (setembro, outubro e novembro) acontecerá na unidade Sesc Arapiraca uma ação gratuita envolvendo os artistas da região, que passarão por um processo de imersão para criação de uma montagem, repensando as concepções do fazer artístico. Resultando em apresentações que irão compor o projeto Alagoas em Cena – 1ª Mostra do Teatro Alagoano.

Para participar os interessados devem ter experiência prévia na prática cênica e entregar até o dia 06 de setembro, uma Carta de Intenção (detalhando suas experiências e expectativas com a residência cênica) no Sesc Arapiraca, rua Manoel Cazuza, s/n, Santa Edwiges – Arapiraca, em horário comercial.  E comparecer para a aula teste no dia 07 de setembro às 9h da manhã.

As aulas e encontros serão conforme o cronograma:
- Módulo I – 07, 08, 09 de setembro;
- Módulo II – 29 e 30 de setembro;
- Módulo III – 12, 13, 14 de outubro;
- Módulo IV – 20 e 21 de outubro;
- Módulo V – 15, 16, 17, 18 de novembro;
- Apresentações – 22, 23, 24 de novembro;

O GESTO acontece desde 2006 e tem por objetivo o desenvolvimento artístico dos grupos de teatro do Estado. Uma oportunidade dos artistas participarem de um processo sistemático, sustentado pela pesquisa, experimentação de técnicas diferenciadas e pela prática da montagem cênica.
Mais informações na CARC Arapiraca, telefone (82) 3482-2402, ou em Maceió pelos telefones (82) 3326-3133 / 3700.


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

INVISÍVEL no projeto NOVAS ESTRADAS DA ATA

por Daniela Beny


Essa semana a Invisível Companhia de Teatro inicia sua participação no projeto Novas Estradas da ATA na cidade de Arapiraca, onde ministraremos uma oficina de Introdução à Dramaturgia. Neste momento visamos o intercâmbio teatral entre a Invisível e os profissionais de teatro e curiosos das artes cênicas em seis municípios alagoanos. Além desta oficina, estamos também com oficinas de artes dramáticas no município de Coruripe, às Sextas à tarde. Este projeto é uma iniciativa da Associação Teatral das Alagoas (ATA) em convênio com a Secretaria do Estado da Cultura/AL (SECULT).


NOSSO CRONOGRAMA

ARAPIRACA - Dias 25/08 e 22/09 (manhã e tarde)
CORURIPE - Dias 31/08 e 21/09 (noite)
VIÇOSA - Dias 01/09 (manhã) e 23/09 (tarde)
PENEDO - Dias 01/09 (tarde) e 30/09 (tarde)
SÃO JOSÉ DA LAJE - Dias 02 e 23/09 (manhã)
SÃO MIGUEL DOS CAMPOS - Dias 02/09 (tarde) e 28/09 (tarde)

Informações sobre o projeto: 8856-3126 / 9106-6790

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Bate-papo Torto e Invisível


Com esse nome parece um post meio esquisito, mas trata-se do Pensamento Giratório nesta etapa do Palco Giratório promovido pelo SESC/AL, nós - a Invísivel - fomos convidados para um bate-papo com o ator Marcelo Bulgarelli do Teatro Torto, que ministrou a oficina O Ator Criador, com base na sua experiência com a biomecânica [sistema de treinamento para o ator desenvolvido por Meyerhold]. Além deste bate-papo e da oficina, houve também a apresentação do espetáculo Dia Desmanchado - que seguramente Udson e eu podemos dizer que foi um dos espetáculos mais lindos e bem-feitos que passaram por Maceió nos últimos tempos.

Na ocasião, Marcelo falou sobre sua trajetória no teatro e do processo de montagem do espetáculo, o que para nós é de fundamental importância porque é nesses momentos de diálogo que conseguimos perceber pontos em comum e divergentes, tanto na metodologia de trabalho ou na estrutura final.

Nós da Invisível falamos um pouco sobre o processo de montagem e desenvolvimento do Voo ao Solo e sentimos falta de uma coisa, da apresentação do mesmo nessa etapa, pois isso facilitaria bastante o diálogo e a troca de informação entre os dois grupos, uma vez que são dois monólogos de forte apelo estético com o trabalho do ator pautado na fisicalidade, mesmo que tendo pontos de partida diferentes.


Udson Pinheiro, Marco Antonio, Marcelo Bulgarelli e Daniela Beny


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Rosas, carroças e dramas - nosso próximo projeto


por Daniela Beny

Com toda alegria do mundo, tenho a felicidade de anunciar que fomos contemplados pelo Programa de Cultura Banco do Nordeste/BNDES – Edição 2012, categoria Artes Integradas ou Não-Específicas com o projeto “Rosas, carroças e dramas”.


Eis um pouquinho do que propomos: 

O projeto Rosas, carroças e dramas desenvolvido pela INVISÍVEL COMPANHIA DE TEATRO está pautado na pesquisa de teatro antropológico dos atores-diretores Daniela Beny e Marco Antonio de Campos propondo conciliar teatro, circo, dança e música com seus clowns  e composição dramatúrgica na ressignificação das primeiras histórias de Guimarães Rosa. Com isso pretendemos não apenas o resgate e acessibilidade das obras de Guimarães, mas também o questionamento e desenvolvimento do trabalho do ator-diretor experienciando as duas funções, enriquecendo assim os desdobramentos de suas atribuições artísticas.


Como opção estética, a visualidade da proposta cênica está pautada no teatro de feira da Idade Média, utilizando como proposta ao trabalho de ator bases de comédia dell’arte e clown dramático para composição das personagens. O que buscamos é a poética da chegada da caravana de artistas em cada localidade com seus apetrechos cênicos e histórias guardadas, para compor esta imagem, nada melhor que a fusão da técnica teatral com um dos maiores expoentes da literatura moderna, Guimarães será nosso pano de fundo, atravessando sertões e chapadas para uma recontextualização e construção de signos das nossas expressões culturais nativas, mostrando que uma obra artística não se limita ao espaço geográfico de seu autor, conseguindo tocar o público de qualquer parte.
Além das ações de teatro realizadas na carroça, a transformaremos nos horários que não haverá apresentação do espetáculo em um museu de rua com exposições de figurinos, fotografias e exibição de curtas-metragem alagoanos produzido por ONGs parceiras.
 Este projeto conta com o patrocínio do Banco do Nordeste Brasileiro e BNDES .


domingo, 22 de abril de 2012

sábado, 21 de abril de 2012

Invisível para além dos palcos

por Daniela Beny

Curso COMPONDO A CENA
Estamos sem postar nada desde o final do ano passado, pois bem, vale a pena fazer uma breve retrospectiva do mês de Dezembro de 2011 e falar um pouco do que já vem acontecendo agora em 2012, mesmo que devagar e com calma.
Em Dezembro tivemos duas atividades que movimentaram bastante nossas ações de final de ano, a primeira delas foi o curso COMPONDO A CENA, promovido pelo SESC/AL na cidade de Arapiraca, eu considero como uma ação de fundamental importância pela interiorização e a promoção de intercâmbio dentro das artes cênicas, pois contamos com participantes de Arapiraca, Taquarana e Palmeira dos Índios, indo desde de grupos já formados e premiados, até jovens estudantes do ensino médio iniciando agora suas atividades teatrais. Ações assim, reforçam a necessidade por acesso e formação em artes - no geral - nas cidades do interior. A produção existe, a vontade de estudar, compartilhar também, mas faltam mecanismos públicos e privados que proporcionem essa interação, salvo ações promovidas pelo SESC/AL.

"A Cor da Chuva"
luz de Arnaldo Ferju

Outra ação importante foi a finalização do projeto QUINTAS NO ARENA, promovido pela DITEAL, com as últimas apresentações do espetáculo A COR DA CHUVA. Depois de muitas modificações voltamos ao palco que originalmente foi experimentada a primeira cenografia e ideias de iluminação cênica. Com esta apresentação podemos finalmente fazer um balanço de erros e acertos quanto à montagem e podemos chegar a conclusão [óbvia, mas uma conclusão], que a efemeridade do teatro tem que ser o agente de transformação, que essa inconstância é o que nos provoca a criar e descobrir elementos que venha a somar em nosso trabalho como artistas e profissionais.


Em 2012, nossas atividades ainda se mantem em standby, uma vez que nossos componentes estão envolvidos em atividades paralelas, tanto profissionais quanto acadêmicas, e justamente no campo acadêmico que surgiu uma ótima oportunidade de difusão de nossas pesquisas, agora em Abril participei da 3ª Jornada de Pesquisa em Artes Cênicas promovida pela UFPB na cidade de João Pessoa, apresentando o material "Dramaturgia Maceioense do Século XX"  desenvolvida em 2009 como projeto de iniciação científica pela UFAL. Mesmo sendo uma atividade individual e uma pesquisa particular, considero como parte fundamental do que estamos desenvolvendo dentro da Invisível, a soma de saberes individuais para a composição de um trabalho coletivo e comprometido. A aceitação deste trabalho dentro do evento foi bastante positiva, uma vez que provocou o questionamento da forma com que a academia se relaciona com a criação dramatúrgica fora dos muros das universidades, pensar num mapeamento que vá além de informações como nome, data e obra, mas que seja tratado como um registro sócio-histórico.

2014 - um ano de muita pesquisa

Então, desde o final de 2014 o tempo tem sido cada vez mais escasso apenas pelo fator MESTRADO, tão raro que, ao vir atualizar o blog me de...