segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Dramaturgia Maceioense do Século XX

Ainda não tenho muito material sobre a pesquisa que estou desenvolvendo com a orientação do professor Otávio Cabral, mas considero muito importante já ir compartilhando alguns pensamentos sobre o assunto... essa é a primeira postagem...
Pensemos no dramaturgo como um cronista de seu tempo, mesmo que ele busque a atemporalidade suas palavras revelam mais que o texto, trazem impressas em si uma gama de significados e informações sutis, que revelam principalmente sobre quem as escreveu. (...)

Um dos principais desafios desta pesquisa está sendo encontrar registros das montagens realizadas entre 1980 – 2000, embora tenhamos encontrado plena colaboração da DITEAL (Diretoria dos Teatros do Estado de Alagoas), seus arquivos só possuem pautas a partir de 2001. Segundo consta, todos os arquivos anteriores a esta data foram perdidos devido ao armazenamento inadequado de documentos em salas do Papódromo, um lugar completamente impróprio para a conservação de qualquer tipo de acervo, pois, após uma enchente da Lagoa Mundaú todos os arquivos foram destruídos, acabando assim com parte dos registros mais preciosos da cultura alagoana e com a História do nosso centenário teatro. (...)

Embora contemos com um grande número de atrizes que atravessam gerações, é interessante observarmos que são poucas as mulheres que se dedicam à construção dramatúrgica, porém no início do século XXI alguns nomes começam a despontar para esta vertente criadora do teatro.

2014 - um ano de muita pesquisa

Então, desde o final de 2014 o tempo tem sido cada vez mais escasso apenas pelo fator MESTRADO, tão raro que, ao vir atualizar o blog me de...