segunda-feira, 20 de julho de 2009

leitura DE BRAÇOS ABERTOS


Na última sexta-feira (também conhecida como dia 17/07), realizamos a leitura do texto DE BRAÇOS ABERTOS de Maria Adelaide Amaral, dentro da programação do projeto Leituras Dramatizadas, do SESC Centro. Foi uma ótima experiência, essa foi a segunda vez que dirigi uma leitura, mas foi a PRIMEIRA que eu de fato dirigi, e tive a sorte de estar com um elenco generoso, um elenco disposto a jogar.

Minha única queixa vai para o público - fomos trocados pelo Lenine em Garanhuns - mas enfim, do mais valeu a pena, dois meses de ensaio, lendo, relendo, pensando, construindo, desconstruindo e, principalmente, entendendo qual a nossa função como atores ou diretores.

Agradeço aos atores: Carolina Sophia, Fabiano Alves, Mary Vaz, Maytta Teles e Vanessa Malta. E à Priscila Vasconcelos pelas fotos. Espero que possamos novamente trabalhar juntos, ou pelo menos, trocarmos ideia, experiência ou impressões.





sábado, 18 de julho de 2009

Começando o COLETIVO

Começamos no dia 15/07 na Sala Preta do Espaço Cultural (Praça Sinimbu) a primeira ação do que pode vir a ser nosso Coletivo de teatro em Alagoas. Mary Vaz deu continuidade à oficina de treinamento do ator começada por Kleber Lourenço, digo, como alguém que não tem tanto domínio de corpo, que essa ação virá acrescentar e muito, principalmente porque se torna um complemento do nosso próprio trabalho de ator e complementa a formação oferecida pela Universidade.

Ainda não sabemos quais serão as próximas etapas, mas como dizem os chineses: "Uma longa jornada começa pelo primeiro passo...", vamos seguindo assim, fazendo teatro, difundindo ideias, e principalmente, agregando conhecimento.
Nossos próximos encontros serão dia 22/07 às 09H e 29/07 às 14H, ambos encontros no SESC Centro. Como estamos buscando outras parceiras para termos um local de trabalho fixo infelizmente teremos que migrar de um lugar para o outro de acordo com a disponibilidade dos espaços, mas de qualquer forma fica marcado o treinamento de corpo para o ator toda Quarta-feira.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

um GESTO coletivo

Eis finalmente relatos sobre o nosso trabalho dentro do GESTO promovido (pelo grande parceiro da classe artística) SESC/AL. Fomos selecionados para o projeto para buscar sanar as dificuldades em relação ao treinamento corporal do ator. Pois bem, nosso primeiro encontro foi com Felipe Botelho que desempenha a função de acessor pedagógico - ou seja - acompanha os problemas e como estamos trabalhando para sana-los. Digo que esse bate-papo com Felipe foi de uma troca surpreendente, não só pra mim como atriz, mas também para repensar a função do dramaturgo e do contador de histórias dentro do processo criativo e como isso se reflete no teatro.

A segunda etapa desse projeto foi a oficina de voltada para O CORPO CÊNICO PARA O ATOR/BAILARINO ministrada por Kleber Lourenço, visto que a dificuldade apontada foi trabalho de corpo. Nossa... nesses quatro dias de oficina podemos perceber que o problema da preparação corporal é - infelizmente - muito comum entre os atores mais voltados para um teatro de palavra.
Vindos de Recife, tanto Felipe quanto Kleber trabalham em coletivos de teatro que visam agregar conhecimentos, difundir linguagens e potencializar o trabalho de nossos colegas de teatro. Então dessa oficina de corpo, levamos algo muito além da reflexão sobre a preparação corporea do ator, levamos também a iquietação de querer dar continuidade não só ao treinamento, na verdade, surgiu o embrião da COLETIVIDADE, da TROCA, e - como sempre digo em meus brindes - as POSSIBILIDADES.

Seguiremos assim, interagindo entre os grupos, possivelmente em brave teremos nosso próprio coletivo, ou pelo menos a conscientização de que temos que nos portar como classe artística mas também como PROFISSIONAIS.

Sim, começamos hoje, dia 09 de Julho de 2009 um GESTO COLETIVO.

2014 - um ano de muita pesquisa

Então, desde o final de 2014 o tempo tem sido cada vez mais escasso apenas pelo fator MESTRADO, tão raro que, ao vir atualizar o blog me de...